29 junho 2015

É sempre você

Você nunca soube nem um terço da pessoa que sou, ou que eu posso ser, nem se quer você se interessou por descobrir, mas logo de cara insistiu em dizer que me amava, não eu que eu não acredite em amor a primeira vista, só que com um histórico igual ao seu seria difícil de acreditar.
Desperdicei aquela chance que eu tive de me arriscar na sua mentira, e até hoje estou presa nela enquanto você já esta em outros laços. Irônico é eu não ter acreditado antes e agora estar querendo que mesmo que seja uma mentira, viesse a tona, pois basta algo tão simples ao ver dos outros que para mim já será o suficiente, por um tempo, por uma ilusão, que me faz bem.
Eu estou bem, porém não da pra fugir do passado que marcou muito, ainda mais quando você se depara com ele todas as manhãs. Sempre vem á tona os poucos momentos que pude ter com você, os mesmos que você já nem deve lembrar, não porque não tiveram importância, mas sim porque foram pequenos demais para se tornarem momentos.
Independentemente da quantidade de textos que eu escreva relacionados a ti, nunca irão me faltar palavras ou maneiras de contar, basta uma lembrança que em meu coração já se passa vários sentimentos, eles bons ou não.
Hoje já nem sei se estou pagando por minha atitude ou sendo recompensada por ela, é torturante essa dúvida de saber como as coisas seriam se ao menos tivesse tentado ou agido de outra maneira. Se me perguntarem se eu voltaria no tempo, também nem sei se saberia responder, embora eu me arrependa se ficasse voltando para trás as coisas nunca iriam para frente.
Poise, um dia a história vai ser diferente, ou melhor, um dia história vai começar, recomeçar e ao desenrolar das coisas possivelmente nem terá um fim, Aceitar é o que devo fazer, embora eu não consiga, sempre ficará um turbilhões de perguntas sem respostas a minha mente, e até mesmo perguntas que eu saiba a resposta e não queira aceita-las.

2 comentários:

Layout por Heloise Oliveira - Tecnologia Blogger