02 março 2014

A luz do dia

Não quero mais tentar, simplesmente eu desisto, desisto e não insisto mais. Ah, não consigo mais, não dá, estou sem animação para isso, sem forças... sem vontade, acho que chegou o fim de todo meu sofrimento. 
Seila! Agora se acontecer ou não pra mim tanto faz, não quero e não consigo mais. A vida não faz mais sentido pra mim, na verdade, nunca fez, ou tenha feito quando eu era criança, quando as coisas eram mais simples e nos contentávamos com uma bala.
Parece estranho, mas eu neste momento não estou conseguindo transferir meus sentimentos aqui, talvez eles estejam preso, e eu precise de alguma chave para libertá-los, porém não consigo achar. 
Ah, mas ninguém me intende, nem eu mesma, é complicado quando se perde a vontade de viver, a vontade de lutar, quando se desiste de tudo... Mas ai eu acordei, acordei e vi a luz do dia, vi que lá fora tinha um sol que se nasce todo dia trazendo nos a oportunidade de tentar novamente, mesmo que não seja fácil, que de trabalho, mas é assim, dias de lágrimas, dias de sorrisos.
E vai ser sempre assim, terão dias no qual irei viver na escuridão, mas terão também os que verei a luz, a luz do dia, é só abrir a janela e pronto, ta, não é não, quem dera se fosse tão fácil assim, mas nada é fácil mesmo, nem ver a luz do dia, mas você consegue, eu sei que consegue, pois todos nós somos capazes. Basta acreditar!

Um comentário:

  1. Nossa quanta inspiração, gostei muito parabéns deveria tentar publicar um livro. Já estou te seguindo visita meu cantinho http://omundodalea.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Layout por Heloise Oliveira - Tecnologia Blogger